Montenegro – monte seu roteiro pelo país!

Montenegro – monte seu roteiro pelo país!

Hoje é dia de falar de Montenegro, que estréia a Europa aqui no blog (meu continente do cuore !)! Há anos eu namorava esse país que está começando a ganhar fama entre os brasileiros e que é frequentado pelos europeus há muito tempo, principalmente pelos do leste (lotaaaaado de russos em busca de sol e calor!).

E em 2016 finalmente consegui incluí-lo em uma viagem que fiz em agosto, passando por Kotor, Budva, Perast e Sveti Stefan (clique em cada uma delas para saber mais).

Localizada nos Balcãs, Montenegro (capital Podgorica) faz fronteira com a Sérvia, Albânia, Kosovo, Bósnia Herzegovina, com um tiquinho da Croácia e com o Mar Adriático. Possui apenas 13.810 km² de extensão e pouco mais de 600.000 habitantes, ou seja, é SUPER PEQUENO.  

Além de pequeno é um PAÍS JOVEM, pois ganhou sua independência só em 2006. Até 2003 fez parte da extinta Iugoslávia e de 2003 a 2006 integrou o Estado da Sérvia e Montenegro, do qual se dissociou através de um referendo. Atualmente é uma república parlamentarista e o país está mexendo os pauzinhos para entrar na União Européia, sendo que eles já adotaram o euro como moeda oficial.

O idioma é o montenegrino, mas o sérvio, o bósnio, o albanês e o croata também são falados. Na verdade, dizem que as duas primeiras línguas são idênticas, mas eles variam uma palavra ou outra só para dizer que têm uma própria (apesar de ter ouvido de sérvios e montenegrinos que a única diferença entre eles é a divisão política). Quanto à religião, a maioria dos habitantes é composta por cristãos ortodoxos, depois vêm os muçulmanos e a minoria é seguidora da igreja católica romana.

O visual é muito parecido com o da Croácia, mas o “tchans” é que Montenegro conta com baías com montanhas altíssimas, onde o estupendo Mar Adriático adentra, formando nada mais nada menos que algo parecido com… FIORDES!! Para completar, o litoral (de mar azul azul e águas cristalinas) é pontilhado de cidadezinhas medievais fortificadas, daquelas que dá vontade de “comer”: cheias de vielas, praças charmosas e restaurantes deliciosos! Não tem como não amar!!

mapa montenegro

Mapa de www.guiageo-europa.com

A melhor época para ir para Montenegro para aproveitar as praias é no verão do hemisfério norte, ou seja, junho, julho e agosto. A partir de abril o clima começa a esquentar e só esfria de novo em meados de outubro, então todo esse período é agradável para passear pelo país. Eu fui no final de agosto de 2016 e peguei um calorão de trinta graus todos os dias, sem chuva nenhuma, perfeito!

Como o país é pequeno, o legal é montar base em Budva (lugar do agito) ou em Kotor, alugar um carro e cada dia explorar algo diferente, pois as distâncias são curtas e as estradas são ótimas.

O desafio é escolher o que visitar porque as possibilidades vão desde praias e parques nacionais com paisagens de tirar o fôlego até monastérios e old towns pitorescas e floridas (no verão)! Nós montamos base em Kotor e conhecemos Budva, Perast e Sveti Stefan, além de uma praia menos turística chamada Almara, na região de Tivat. Então o nosso roteiro ficou assim:

Primeiro dia (29/08/16): chegamos em Kotor no fim da tarde, demos uma voltinha no centro histórico e jantamos na área externa do restaurante do nosso hotel (Restaurante Astoria).

Segundo dia (30/08/16): acordamos por volta das 9:00 hs, fomos para Sveti Stefan e curtimos a praia pública. Almoçamos no restaurante do hotel Aman e depois seguimos para Budva para conhecer o centro histórico. Voltamos para Kotor e jantamos no Old Winery.

Terceiro dia (31/08/16): acordamos às 9:00 hs, subimos o monte St. Ivan em Kotor e ao meio dia seguimos para uma praia chamada Almara, na região de Tivat. Saímos de lá umas 16:00 hs e fomos para Perast, onde passamos o fim da tarde num bar/deck chamado Pirate até voltarmos para Kotor.

Quarto dia (01/09/16): acordamos, demos mais uma volta em Kotor e voltamos para Dubrovnik de carro onde pegamos um vôo para Madrid.

Como é muita coisa para escrever de uma vez só, fiz posts separados sobre Kotor, Budva, Perast e Sveti Stefan. Vale a pena conhecer cada um deles, são todos lindos e cheios de cultura, nós amamos!

As praias e cidades que visitamos e as que vou indicar ao longo deste post estão todas marcadas no mapa abaixo:

O litoral de Montenegro é a parte mais procurada pelos turistas, e com razão! São 288 km repletos de praias e de belíssimos portos com cidades medievais fortificadas (Kotor e Budva são as mais conhecidas, mas tem também Tivat, Bar e Ulcinj, que unem beleza, história e cultura).

Ainda, no interior do país existem parques nacionais, lagos e monastérios que dizem que vale a visita pelas paisagens de tirar o fôlego. A capital Podgorica, por sua vez, é pouco turística. Eu não saí da costa litorânea porque não tinha tempo, mas vou dar um panorama do que tem para ver de mais interessante no interior do país para quem conseguir ir além das praias.


LITORAL: PRAIAS E CIDADES MEDIEVAIS

Com a superlotação das praias da vizinha Croácia, as de Montenegro estão fazendo cada vez mais sucesso. O país tem uma variedade grande espalhada pelo litoral, sendo a agitada região de Budva a mais procurada, principalmente por causa da famosa Sveti Stefan. As praias do sul do país não me chamaram muito a atenção então nem inclui no meu roteiro, mas coloquei aqui na lista para quem se interessar.

No geral, as praias de Montenegro possuem mar calmo de águas cristalinas com areia grossa ou pedras (leve aquele sapatinho de entrar na água para não machucar os pés). Não achei que são espetaculares, mas o que encanta é a proximidade delas com cidades medievais amuralhadas, compondo cenários únicos onde, após curtir o dia no mar, você passeia por vilarejos de sonho, cheios de história, cultura e restaurantes charmosíssimos.

Abaixo, uma lista de regiões com praias e centros históricos interessantes (não conheci as três primeiras):

Herceg Novi (43 km de Kotor): conhecida como “cidade do sol”, onde se destacam a torre do relógio e uma fortaleza, além de um anfiteatro turco do século XV.
Praias indicadas na região: Zanjice e Dobrec (acessíveis apenas de barcos a partir de Herceg Novi).

Bar (60 km de Kotor): a old town é cheia de ruínas de antigos banhos turcos, aquedutos romanos, igrejas e um castelo.
Praia indicada na região: Topolica.

Ulcinj (86 km de Kotor): cidade fortificada onde vale visitar o Mercado de Escravos onde piratas vendiam pessoas abastadas que sequestravam no sul da Itália, as quais eles chamavam de escravos. Os compradores negociavam com os familiares italianos a devolução em troca de dinheiro (o famoso sequestro existe desde que o mundo é o mundo!). Aqueles que não eram recuperados pela família passavam a trabalhar na agricultura/pesca e até hoje tem uma comunidade em Ulcinj de descendentes desses escravos.

Dizem que Miguel de Cervantes, o autor de Dom Quixote, foi um desses sequestrados e que se apaixonou por uma jovem montenegrina, que representaria mais tarde a Dulcinéia do livro.

Praias indicadas na região: Valdanos, ilha de Ada Bojana (há um resort de prática de nudismo) e Long Beach ou Velika Beach (a mais extensa de Montenegro – 12 km – que engloba mais 15 outras, dentre elas, uma chamada Copacabana!).

PERAST = BANHO DE MAR + OLD TOWN + ILHAS

Perast (12 km de Kotor) é um vilarejo encantador localizado na Baía de kotor, que possui menos de 400 habitantes16 igrejas construídas entre os séculos XVII e XVIII. Lá não tem espaço de praia mas você pode cair no mar a partir de qualquer ponto da avenida que acompanha o vilarejo (os locais fazem isso) ou, se preferir cair no mar com estrutura, uma boa opção é o deck do bar Pirates.

Além disso, você pode passear de barquinho até a ilha de Nossa Senhora da Ilha de Pedra (ou Our Lady of The Rocks) onde há uma igreja rodeada de lendas e superstições e conhecer um dos restaurantes cheios de charme, que ficam na beira da água com uma vista incrível para a baía, para as montanhas e para as ilhotas que enfeitam o meio da baía.

Nós passamos uma tarde maravilhosa por lá e para saber tudo sobre esse lugar de conto de fadas, leia aqui.

156-20160831_170823

Vista do vilarejo de Perast e da ilha de São Jorge onde fica o monastério beneditino, a partir da ilha artificial de Nossa Senhora da Ilha das Pedras

TIVAT = PRAIA + OLD TOWN

A cidade de Tivat (11 km de Kotor) vem vivendo um período de ascensão e já conta com um aeroporto e com a marina Porto Montenegro, onde você encontra, além de um lindíssimo centro histórico amuralhado, uma super infraestrutura com muitos restaurantes, supermercados, lojas e uma vida noturna agitada.

Não param de surgir condomínios residenciais e hotéis na região. A maior atração da cidade é o museu náutico onde está exposto o submarino P821 Herói, que compôs a frota da Marinha iugoslava e que percorreu o equivalente a duas voltas ao mundo entre 1968 e 1991.

Quanto à praia, uma montenegrina nos indicou Almara (16 km de Tivat), dizendo ser a sua preferida em Montenegro. A praia frequentada praticamente só por locais, é bem pequena e conta com um beach club também chamado Almara.

Nesse beach club tem um deck enorme acima do mar com restaurante, bar, banheiros e espreguiçadeiras com colchões e toalhas. É um bom lugar para quem procura estrutura ou para quem vai com crianças. Tem bastante vaga por perto para estacionar o carro.

Se não quiser ficar no beach club, você pode alugar cadeiras e guarda-sol na praia mesmo. Ela é de pedrinhas e o mar é transparente e calmo, parece uma piscina. Vale a pena se você tiver bastante tempo no país e quiser relaxar num lugar tranquilo.

136-20160831_153023

O deck do Almara Beach Club

138-20160831_153124

A praia de Almara é pequena mas é linda e tranquila

135-20160831_152829

Almara

SVETI STEFAN = PRAIA 

Sveti Stefan (30 km de Kotor e 10 km de Budva) é o nome de uma região e também da icônica ilha separada do continente por um istmo, que hoje abriga o exclusivíssimo hotel Aman. Esse istmo, por sua vez, separa duas praias: a da esquerda que é pública e a da direita que é do hotel (e de uso exclusivo dos hóspedes).

Há milênios formou-se um vilarejo medieval na ilha, que guarda uma história riquíssima (já foi vila de pescadores, residência de verão de rainha e reduto de luxo da elite da época da ex Iugoslávia).

Lá você pode curtir a praia pública e, se quiser, pode reservar um almoço no hotel para ver o vilarejo medieval de perto. Se quiser saber mais sobre Sveti Stefan, clique aqui.

GOPR2984

BUDVA = PRAIAS + OLD TOWN

Budva fica a 22 km de Kotor e é famosa pelo agito e pelos 2o km de belas praias. Há algumas do lado de fora do muro que circunda a old town e no entorno do vilarejo. Já pensou em curtir uma praia de águas cristalinas com vista para uma cidade medieval murada? Lá tem, lindo demais!

Além disso, você pode passear pelo centro histórico que é foférrimo, cheio de ruelas, lojinhas, restaurantinhos com mesas na rua, além de alguns mini túneis que saem em… praias!

Para saber tudo sobre Budva, clique aqui.

69-20160830_184422

Praia Rikardova Glava, do lado de fora do muro do centro histórico, acessada por um túnel pequenininho!


INTERIOR: OUTROS PONTOS DE INTERESSE

 MONASTÉRIO DE OSTROG 

A 117 km de Kotor está esse impressionante monastério encravado nas rochas na beira de um penhasco. Fundado no século XVII e restaurado após um incêndio em 1923, é o local de maior peregrinação de Montenegro. O corpo de Basílio de Ostrog que deu nome ao monastério após morrer em 1671, está na igreja que faz parte do complexo, cercada de celas de monges.

Resultado de imagem para Ostrog Monastery

Foto de www.timetravelturtle.com

PARQUE NACIONAL DO DURMITOR

Classificado como Patrimônio Mundial da Unesco, esse parque de 320 km²guarda belezas naturais de cair o queixo, como o Black Lake e o maior cânion da Europa (segundo maior do mundo depois do Grand Canion), por onde passa o verdíssimo rio Tara e onde você pode praticar rafting, rapel, além de hiking e mountain biking.

Algumas pessoas moram dentro do parque em casinhas simples e coloridas perto de rios, 18 lagos, cachoeiras, cânions e florestas. Tem que ir de carro porque o acesso não é fácil. Fica a 158 km de Kotor.

Resultado de imagem para canions durmitor national park montenegro

Foto de www.hostelzabljak.com

Brasileiros não precisam de visto para entrar em Montenegro e nem é exigida nenhuma vacina. Tenha em mãos apenas passaporte com prazo de validade maior que seis meses.

Para se locomover entre cidades montenegrinas, só há dois jeitos: ônibus ou carro. Indico alugar um carro se você quiser visitar vários pontos do país com liberdade. Cotar e fechar pela Rentalcars é sempre uma boa ideia, lembrando que se você pegar o carro em um país e devolver em outro, fica consideravelmente mais caro.

Vou listar abaixo opções para chegar em Montenegro vindo do Brasil ou de dentro da Europa.

 Avião

=== Chegando do Brasil 

Não existe vôo direto do Brasil para nenhuma cidade de Montenegro, portanto, você terá que voar até alguma cidade européia e de lá pegar no mínimo mais um voo para a capital de Montenegro, Podgorica (87 km de Kotor) ou até a litorânea Tivat (12 km de Kotor). Chegando por uma ou por outra, você ainda terá que pegar um carro alugado ou um ônibus para chegar onde for se hospedar. Veja algumas possibilidades a seguir:

Exemplos de vôos São Paulo – Podgorica com uma conexão:
São Paulo – Roma – Podgorica pela Alitalia
São Paulo – Paris – Podgorica pela Air France (em parceria com a Montenegro Airlines)
São Paulo – Frankfurt Podgorica pela Lufthansa (em parceria com a Montenegro Airlines)
São Paulo – Istambul – Podgorica pela Turkish Airlines
São Paulo – Milão pela Alitalia e Milão – Podgorica pela Wizzair

Exemplos de vôos São Paulo – Tivat com uma conexão:
São Paulo – Paris pela Air France + Paris – Tivat pela Easyjet ou pela Montenegro Airlines
São Paulo – Zurique pela Swiss Air + Zurique – Tivat pela Airberlin ou pela Montenegro Airlines
São Paulo – Londres pela British Airways ou pela LATAM + Londres – Tivat pela Montenegro Airlines

*Se você não se importar em fazer duas conexões para chegar em Montenegro, a Air Serbia tem vários voos saindo de diversos destinos e chegando em Podgorica ou Tivat, todos via Belgrado.

=== Chegando da Europa

Sempre confira as companhias aéreas do país de onde você estiver saindo e as companhias do país para o qual você está indo (isso em qualquer viagem). Nesse caso, olhe também as seguintes:

Montenegro Airlines (principal cia aérea de Montenegro)
Air Serbia (principal cia aérea da Sérvia)
Easyjet (low cost britânica)
Ryanair (low cost irlandesa)
Airberlin (low cost alemã)
Eurowings (low cost alemã)
S7 Airlines (low cost russa)
Norwegian (low cost norueguesa)
Condor (low cost alemã)
Wizzair (low cost húngara)

Cabe alertar que as companhias aéreas podem cancelar ou acrescer rotas a qualquer momento de acordo com a demanda, portanto, todos os exemplos acima são meramente exemplificativos e devem ser conferidos no momento da sua pesquisa.


  Chegando via Cruzeiro em Montenegro

A moda atual é visitar Montenegro a bordo de um cruzeiro que atraca em Kotor, tanto é que muitos deles passaram a incluir o destino nas rotas (principalmente agora que a coisa complicou na Turquia). Eu sinceramente não recomendo, porque cruzeiro é aquela coisa: você tem o tempo contado no lugar e muitas vezes vai embora no mesmo dia. E perder Kotor à noite será um pecado…


 Ônibus

Essa opção vale se você já estiver na Europa, dentro ou fora de Montenegro. Se estiver dentro, recomendo as empresas Old Town Travel e Blue Line.


  Carro alugado

Se você já estiver na Europa, pode chegar em Montenegro de carro alugado, sendo o mais comum vir de Dubrovnik, na Croácia (90 km de Kotor/cerca de 1 hora).

Para se locomover dentro do país o carro é a melhor opção se você for para várias praias e cidades. Agora, se quiser fazer um bate e volta de Dubrovnik até Kotor, o ônibus pode ter um melhor custo-benefício.

Nós viemos de Dubrovnick de carro alugado e achei a estrada boa e bem sinalizada. A paisagem é lindíssima, o tempo todo acompanhando o mar Adriático e, quando chega a região dos fiordes já em Montenegro então… a paisagem fica DESLUMBRANTE! Você dirige em meio às montanhas altíssimas, beirando a baía e vendo vilarejos minúsculos pela janela (inclusive Perast que é um must de Montenegro).

Nesse caminho, antes de começar os fiordes, em determinado ponto você se depara com duas possibilidades: pegar uma balsa para chegar mais rápido em Kotor ou seguir pela estrada, o que demora um pouco mais (nem quinze minutos). Eu recomendo não pegar a balsa para não perder nem um minuto da paisagem espetacular e os pontos estratégicos onde você pode parar, admirar e fotografar. Um percurso que já vale a viagem não merece ser encurtado, né?!

A única coisa mais chatinha é a imigração na fronteira entre os dois países. Na ida até que foi rápido (uns 10 min), mas na volta tinha uma fila enorme de carros e quase perdemos nosso vôo que saía de Dubrovnik. Você passa pela imigração do país de onde está saindo e em poucos metros passa pela do país em que está entrando. Portanto, tem que mostrar os documentos pessoais e do carro duas vezes.

Paisagem pelo caminho, já em Montenegro

Paisagem pelo caminho, já em Montenegro

Como Montenegro sempre foi um ponto estratégico nas rotas comerciais ao logo da história entre a Europa e o Oriente, sua gastronomia virou um mix de nacionalidades como italiana, austríaca, húngara e turca.

Na costa, você vai encontrar abundância de peixes (carpa e truta defumada) e frutos do mar vindos do mar Adriático, no leste vai encontrar influência turca (burekas, kebabs e baklavas), no norte, influência húngara e austríaca ( goulash húngaro, pães vienenses e crepes). E no país inteiro sempre vai encontrar comida italiana (massas, risotos, embutidos, polentas e polpetas).

Itens típicos para experimentar: kajmak (queijo que vem do creme de leite salgado fervido), o domaca kobasica na zaru (salsichas caseiras assadas no forno a lenha), projanica (bolo com base de queijo fresco) e o caranguejo de Skadar.

Quanto às bebidas, não deixe de experimentar o vinho tinto de Vranac, a cerveja local Niksic e a Rakija (espécie de brandy feito com uvas brancas).

Ah, e traga um vidro de azeite de oliva para casa, são de qualidade assim como os croatas (Montenegro tem uma quantidade enorme de oliveiras há milênios).


Montenegro só podia ser uma BELA surpresa mesmo: banhada pelo mar Adriático e vizinho da Croácia e Albânia (praias lindíssimas ainda desconhecidas)!

Porém, não foram só as belezas naturais que me conquistaram não. Assim como a Croácia, Montenegro me surpreendeu pela preservação e limpeza. Eu achava que por terem um histórico de guerras tão recente (Guerra Civil Iugoslava, 1991 – 2001) veria muita coisa destruída e abandonada, mas não, as cidades estão lindas, organizadas e super preparadas para o turismo! Recomendo MUITO!

Valeu muito a pena e acho que teria me arrependido de ter feito apenas um bate e volta porque, mesmo tendo ficado três noites, já foi difícil ir embora, amei tudo que vi por lá!

Um beijo, Thaís 

 Leia as dicas de hotéis, restaurantes e passeios em KotorBudvaPerast e Sveti Stefan clicando em cada um dos lugares!

 

thaisnatale

thaisnatale

Meu nome é Thaís, sou advogada e estou sempre planejando as próximas viagens. Já estive em mais de cinquenta países e resolvi criar esse blog a pedido da família e amigos que sempre me pedem dicas e ajuda com os roteiros. E, como gosto de escrever, decidi atender aos pedidos! Sejam bem vindos e espero muito que as minhas dicas e experiências ajudem! Boa leitura!!!